Notícias | Procura por casas e apartamentos em condomínios cresce durante a pandemia

Procura por casas e apartamentos em condomínios cresce durante a pandemia

Com o isolamento social devido a pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas passaram a ficar mais tempo em casa. Além disso, a maioria delas, que antes trabalhavam presencialmente, passaram a trabalhar home office e, por isso, necessitaram de um ambiente maior e mais seguro.

Segundo dados emitidos pelo site Quinto Andar para o G1, a aceleração para imóveis com entorno fechado, que aliam o espaço ao ambiente de mais segurança, foi de 76%. Fora, o aumento foi de 42%. Leia mais em: g1.globo.com/economia/noticia/2020/07/12/quarentena-contra-o-coronavirus-faz-aumentar-a-procura-por-imoveis-maiores.ghtml

Tal procura também se deu pela busca de ambientes com mais qualidade de vida, ou seja, mais espaço para as crianças brincarem e passarem o tempo que estão em casa, tendo aulas on-line. As atividades físicas também são outro fator da procura, já que academias e praças públicas ainda não podiam abrir, o que acarretou em muitas pessoas praticarem exercícios dentro de casa.

Uma casa com quintal e um apartamento com varanda foram os mais pedidos em imobiliários neste período. De acordo com a gerente de marketing da Imóvel Web, Angélica Quintela, em entrevista para a agência Brasil, houve um aumento de 20% na procura por imóveis com varandas, em comparação a abril. “Comparando maio de 2019 a maio de 2020, o crescimento ficou em 128%. Esse movimento já havia sido observado em abril, e continuou crescendo em maio”, disse.

Por estarem mais afastados, a busca por imóvel em áreas rurais em condomínios fechados também aumentou, representando 310%, segundo a Imóvel Web.

O FUTURO

O futuro do mercado imobiliário em apartamentos e condomínios mudaram, devido a essa nova forma de convivência gerada pela pandemia. Mas, como isso funcionará na prática?

Em entrevista a infoMoney, Fábio Tadeu Araújo, sócio Dirigente da Brain & Guilherme Werner disse que os mercados imobiliários terão que se adaptar a relação entre compartilhamento e redução de espaços e viver em ambientes maiores e de mais qualidade.

No mesmo conteúdo, Fernando Didziakas, sócio da Buildings, que monitora principalmente escritórios corporativos, afirma que, segundo uma pesquisa da empresa, 80% das empresas de SP acreditam que a partir de agora terão escritórios menores. “E isso é um processo: casas maiores, escritórios menores. Vamos observar uma redução da metragem da empresa e uma melhora na qualidade do home office, que vem funcionando”, disse.

A pandemia gerou novas mudanças em todos os âmbitos, por isso, é necessário que todos se envolvam em inovar e se adequar ao novo.

Fontes:
g1.globo.com/economia/noticia/2020/07/12/quarentena-contra-o-coronavirus-faz-aumentar-a-procura-por-imoveis-maiores.ghtml
agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-06/covid-19-aumenta-busca-por-imoveis-com-quintal-ou-varanda
www.infomoney.com.br/negocios/o-que-esperar-do-mercado-imobiliario-na-turbulencia-do-coronavirus-segundo-7-especialistas

Voltar
Anuncio APC Associação de condomínios Anuncio APC Associação de condomínios
Fale Conosco Whatsapp